domingo, 30 de setembro de 2012

Eu, no passado

#30. You, then
Com fotos minhas de 1976, com mais ou menos um ano de idade, encerro minha participação no mês de setembro para o blog FatMumSlim. Amanhã começo o de outubro, as regras estão aqui.

Pinga amor, semana 3


Para conhecer as frases da semana e saber onde coloquei os pingos da semana passada, clique aqui

Para onde vai sua raiva

Imagem by Freepik

Nos idos de 2005, colecionei por um ano a revista Seleções. Para quem não conhece, é um apanhado de assuntos dos mais variados possível.Com a coleção ocupando minha estante, esses dias resolvi folhear a edição de junho de 2005 e encontrei uma reportagem muito interessante sobre dor nas costas.
Após a explanação científica, li que um professor de medicina de reabilitação, Dr. John Sarno, de Nova York, defende que quase todos os problemas na coluna tem origem emocional. Segundo ele, "a raiva e a ansiedade reprimidas por problemas do cotidiano podem estressar o corpo e acabar se manifestando como contrações musculares, disfunções nervosas, insensibilidade e dor".

Moqueca de camarão

Essa receita ficou ótima, atentem para as dicas!
Imagem by Bia

Ingredientes:

  • meio quilo de camarão branco, rosa ou sete barbas limpo, sem casca nem cabeça
  • sal e pimenta do reino
  • suco de meio limão
  • 1 cebola em rodelas finas
  • meio pimentão verde pequeno sem semente em tiras finas
  • 2 tomates grandes maduros sem pele em fatias finas 
  • óleo
  • meio vidro de leite de coco
  • 1 colher de sopa de azeite de dendê (opcional)
  • salsinha, cheiro verde ou coentro picado à gosto (opcional)
Preparo:


Tempere o camarão com sal, pimenta e o suco do limão. Reserve. Em uma panela um pouco funda, coloque um fio de óleo e  faça camadas com a cebola, o pimentão e o tomate. Ligue a panela e acomode o camarão em cima, junte o caldinho que se forma no fundo.  Deixe em fogo médio e observe. Geralmente não há necessidade de colocar água (ver dicas) porque o tomate e o camarão já soltam, se precisar acrescente bem pouquinho, só para não secar. Deixe cozinhar por 10 minutos. Despeje o leite de coco, o azeite de dendê e  o tempero verde (se gostar) e misture bem. Prove o sal e sirva a seguir, com arroz branco, salada verde e farinha de mandioca.

Dicas:

  • O pulo do gato dessa receita é não colocar muita água, senão dispersa o sabor. Só acrescente água se estiver seco, sem caldo. No dia em que eu fiz não houve necessidade de colocar, o molho formou-se sozinho.
  • Recomendo fazer esse prato com tomate fresco, não com molho pronto. Faz diferença no resultado final.
  • É legal dar uma caprichada na pimenta, fica ótimo.
  • Eu particularmente não gosto de coentro, se nunca usou coloque aos pouquinho porque o sabor é bem marcante.

sábado, 29 de setembro de 2012

Picadinho de carne com batata

Receita tradicional e fácil.
Imagem by Bia

  • meio quilo de coxão mole, patinho ou alcatra em cubos pequenos
  • sal e pimenta a gosto
  • óleo
  • meia cebola ralada ou picada
  • 1 dente de alho amassado
  • 1 colher de sopa de pimentão verde picado (opcional)
  • 3 batatas médias descascadas e cortadas em quatro
  • salsinha ou cebolinha verde picada (opcional)
Preparo:


Aqueça um fio de óleo numa panela de pressão (ver dicas). Acrescente a carne, meia colher de sopa de sal e pimenta do reino a gosto. Quando colocar a carne geralmente junta água, espere secar e deixe fritando até dourar. Se não dourar, depois a carne fica pálida. Quando estiver bem dourada, junte a cebola, o alho e o pimentão. Refogue mais uns dois minutos e acrescente água fervente na altura da carne. Tampe a panela e quando começar a chiar conte 20 minutos, em fogo médio. Abra a panela, acrescente as batatas e só um pouco mais de água (ver dicas) e leve ao fogo por mais uns 10 minutos após a pressão. Abra, deixe reduzir o caldo que se formou, salpique a cebolinha ou salsinha e sirva.

Dicas:

  • Como em outras receitas, você pode não usar a panela de pressão e usar uma panela comum, porém o tempo de cozimento é dobrado.
  • Há dois pontos fundamentais para que a carne não fique pálida: Deixar dourar bem na hora de refogar (quase queimando) e não usar muita água durante o cozimento. Se juntar muita água após colocar as batatas, deixe no fogo para secar até o caldo ficar só no fundo.
  • Algumas pessoas usam 1 pitada de colorau para dar cor ao picadinho, eu particularmente não aprecio, mas #ficaadica.
  • O picadinho pode ser feito com músculo ou acém, porém o tempo de cozimento é cerca de uma hora (panela de pressão) ou duas horas (panela comum).

quarta-feira, 26 de setembro de 2012

As 5 maiores invenções da humanidade


Nessa a Patrícia me pegou...Há tantas coisas maravilhosas criadas pelo homem, é uma pena que a mesma capacidade que inventa e constrói tem também o poder de corromper, destruir e se vestir de sentimentos mesquinhos como arrogância, preconceito, ignorância e intolerância. Esqueçamos essas barbáries e vamos ao que interessa.

1 - Medicamentos

Sorvete light de banana com linhaça

Mais uma participação para a Blogagem Coletiva, iniciativa dos blogs da Larissa, Camila, Lidi, Cassandra a receita da semana era Receita Light. Embora não seja muito a minha especialidade, encontrei essa receita fácil e saborosa. Resolvi prepará-la e por ironia do destino a temperatura aqui no Sul caiu, de ontem para hoje, uns 15 graus, hahaha, mas deu certo e ficou muito bom.

Imagem by Bia

Ingredientes:

  • 1 colher de sopa de linhaça
  • 3 colheres de sopa de água
  • 2 bananas-nanicas picadas e congeladas (ver dicas)
  • 3 sachês de açúcar light (ver dicas)
  • meia xícara de chá de leite

Preparo:

Misture a linhaça com água e reserve por uma hora. Bata então todos os ingredientes no liquidificador, juntando o leite aos poucos. Sirva em seguida. Rende duas porções. Eu coloquei uma noz para decorar.

Dicas:

  • Segui a dica da receita, de colocar a banana para congelar na noite anterior, coloquei num potinho já picada. Caso contrário não dá a consistência de sorvete.
  • Substitui o açúcar por refinado comum, mas com certeza dá certo também com adoçante, é uma questão de acertar a quantidade.







terça-feira, 25 de setembro de 2012

Virtiniai (ravióli lituano)

Seguindo a Blogagem Coletiva do espaço Cozinha de Mulher, a letra da semana era L...Escolhi como país de inspiração a Lituânia. Gostei dessa receita, fica leve e saborosa. Parece longa, mas é fácil.


Imagem by Bia
Ingredientes:

Massa: 

  • meio quilo de farinha de trigo 
  • 2 gemas
  • 1 copo de água 
  • 1 pitada de sal 
  • 1 colher de sopa de margarina 



Recheio de Queijo: 

  • 100 gramas de ricota amassada; 
  • 100 gramas de queijo fresco amassado; 
  • Sal a gosto; 
  • Orégano; 
  • 1 gema de ovo. 

Misture todos os ingredientes e faça bolinhas com uma colher de chá e reserve. 

Recheio de Carne:

  • meio quilo de patinho moído; 
  • meia cebola picada; 
  • 1 dente de alho amassado; 
  • 1 colher de sopa de azeite; 
  • Pimenta em pó a gosto; 
  • Sal a gosto; 
  • Salsinha a gosto; 
  • 1 colher de sopa de farinha de trigo (opcional)
  • Meio copo americano de água (opcional)
Refogue a carne no azeite. Junte a cebola e o alho e refogue por mais um pouco. Acrescente o restante dos ingredientes deixe esfriar e faça bolinhas com uma colher de chá e reserve. (ver dicas)


Massa: 
Misture todos os ingredientes e sove bem até que a massa fique lisa e homogênea. Cubra e deixe descansar por aproximadamente 30 minutos. Corte em pedaços e abra com um rolo, recheie, corte em meia lua e aperte as laterais para não abrirem durante o cozimento.
Cozinhe na água com um pouco de sal e um fio de azeite por aproximadamente 15 minutos.


Molho: 

  • 100 grs. de bacon picado (ou linguiça calabresa); 
  • meia cebola picada; 
  • 1 colher de sopa de manteiga; 
  • 1 caixinha de creme de leite
  • salsinha picada (opcional)

Molho: 

Numa frigideira doure o bacon na manteiga. Junte a cebola e reserve. Acrescente o creme de leite e deixe ferver por aproximadamente 5minutos. Apague e sirva quente. (ver dicas)

Dicas:


  • No recheio não coloquei a farinha e a água, a carne ficou soltinha. Fica mais leve, porém é mais difícil de fechar.
  • Não experimentei o de queijo, quem fizer depois me conta! :D
  • Usei linguiça calabresa para o molho, separei metade para polvilhar sobre o prato (gosto do crocante!).
  • Se o molho ficar muito grosso acrescente um pouquinho de água, senão fica pesado.
  • Os mais gostosos foram aqueles que fiz com a massa beeeem fininha, #ficaadica.
Créditos da receita original (essa é adaptada), veja aqui.


domingo, 23 de setembro de 2012

Pingos da semana

Imagem by Bia

Estão aí os pingos a serem distribuídos essa semana. Os da semana passada tive uma ajudinha da minha filha para dispensar: ela deixou um pendurado em uma porta de sala de aula da escola onde estuda e logo foi resgatado. O outro deixei em uma touceira, perto de casa e o último não consegui dispensar por causa da chuva! Tudo bem, será "pingado" junto com os dessa semana.
Fui convidada a participar do blog Pinga amor por aí, então a partir dessa semana deixarei aqui somente o link direcionando para as postagens do referido blog, quando houver. E pretendo comprar novos retalhos de feltro essa semana, esses já estão bem "batidos", hahaha.

Obs: Confira minha primeira postagem por lá clicando aqui!

sábado, 22 de setembro de 2012

Bolinho de chuva

Uma adaptação minha, porque as receitas sempre dão um pratão, essa dá em torno de 15 a 20 unidades.

Imagem by Bia

Ingredientes:



  • 1 xícara de chá de farinha de trigo
  • 1 ovo
  • 2 colheres de sopa rasas de açúcar
  • 3/4 xícara de chá de leite
  • 2 colheres de chá de fermento em pó
  • 1 colher de sopa de açúcar misturado com 1 colher de chá de canela
  • óleo para fritar
  • banana caturra em rodelas, maçã vermelha em cubos ou doce de leite (ver dicas)bem gelado (opcionais)
Preparo:


Em uma tigela, coloque o trigo, o ovo, o açúcar e o fermento. Misture e vá acrescentando o leite aos poucos, enquanto mistura. A consistência certa é de mingau grosso, não muito mole nem muito firme. Se ficar muito líquido, acrescente um pouco mais de farinha. Se ficar muito grosso, acrescente aos poucos leite. Se desejar, misture a banana ou a maçã à massa. Aqueça um dedo de óleo em uma frigideira. Quando aquecer (não deixe esquentar muito) deite colheres da massa com um pedaço da fruta dentro. Frite umas 6 ou 7 colheradas de cada vez. Quando dourar, vire e doure o outro lado. Retire e deixe secar em papel absorvente. Salpique com o açúcar e canela e sirva.

Dicas:

  • Não frite em óleo muito quente, senão o bolinho fica cru por dentro.
  • Fica ótimo também sem recheio, somente a massa.
  • Vi um de doce de leite na Ana Maria e testei dessa vez, ficou delicioso, parece sonho. Faça assim: use um doce de leite bem firme. Deixe gelar de um dia para o outro. Na hora da fritura, pegue uma porção do doce com uma colher de chá e coloque na massa. Despeje umas cinco bolinhas de doce. Envolva delicadamente cada bolinha com a massa e frite normalmente. Fica maravilhoso!

Não é só mais um post sobre a primavera...


Encontrei esse quadrinho no Google há mais de um mês e guardei por achar encantador. Uma mensagem simples da qual o ser humano parece se esquecer com o avançar da idade...Em que está sendo aplicada sua organização? Não andamos esquecidos de nos organizar para viver?
Não importa se hoje começa ou não a primavera. O começar pode acontecer a qualquer dia, hora, minuto ou segundo.

quinta-feira, 20 de setembro de 2012

Bolo de maçã com nozes

Eu estava com vontade de comer um bolo desses, então pesquisei em vários sites/blog de receitas uma que fosse fácil e saborosa. Então escolhi essa e o resultado foi maravilhoso, deu certinho!!!
Imagem by Bia

Ingredientes:


  • 4 ovos
  • cascas de 3 maçãs
  • ½ xícara de óleo
  • 2 xícaras de açúcar cristal (ver dicas)
  • 3 maçãs descascadas e picadas
  • 2 xícaras de farinha de trigo
  • 1 colher (sopa) fermento em pó
  • 1 colher (sopa rasa) canela em pó
  • ½ xícara de nozes picadas grosseiramente (50 gramas)

Preparo:



Ligue o forno em temperatura média. Bata no liquidificador os ovos, as cascas das maçãs, o óleo e o açúcar. Misture os outros ingredientes em uma vasilha e acrescente a mistura do liquidificador. Misture com uma colher até ficar homogêneo.
Leve para assar em uma forma grande untada e enfarinhada de 30 a 40 minutos. Ao retirar do forno polvilhe açúcar refinado misturado com canela em pó (1 colher de sopa de açúcar para uma de chá de canela).
Desenforme depois de frio e enfeite com algumas nozes.

Dicas:


  • Pode substituir o açúcar cristal por refinado, dá certinho!

Créditos da receita: clique aqui

quarta-feira, 19 de setembro de 2012

Vida saudável: Novos hábitos

Continuando a Blogagem do blog Larissa todo dia, hoje vou colocar alguns hábitos que desenvolvi ao longo dos anos que tornaram a alimentação mais saudável.




  • Reduzi a quantidade de refrigerante. Hoje ele é consumido somente aos finais de semana ou quando há algum evento especial.
  • Eliminei líquidos durante a refeição. No começo é meio complicado, mas em menos de uma semana o organismo acostuma e diminui a sensação de estufamento após a refeição.
  • Reduzi o consumo de frituras e embutidos, consumindo no máximo duas vezes por semana. Troquei alimentos fritos por assados ou grelhados quando possível (mas a batata frita continua sendo frita!).
  • Incorporei o hábito de tomar água. Não chegava a dois copos por dia, então uma colega de trabalho ensinou a carregar sempre uma garrafinha cheia e tomar um gole sempre que me lembrasse, mesmo sem sede. Deu certo. Hoje o organismo "pede" água naturalmente, e a pele agradece.
  • Adicionei mais legumes e verduras na alimentação. Sempre comi, mas aumentei as porções aos poucos e hoje sinto falta de salada na hora do almoço. E não deixo de lado a combinação arroz com feijão.
  • Diminui o consumo de balas e chicletes, só não largo o chocolate. Porém geralmente como um bombom por dia. É melhor consumir uma unidade por dia do que ficar dias sem comer e se acabar em uma caixa inteira.
  • Não pulo refeições, de jeito nenhum. Segundo várias leitura, isso só prejudica o organismo, pode causar gastrite, enxaqueca, baixo rendimento, acúmulo de gorduras (!!!)...portanto, não deixe de comer a cada duas ou três horas, nem que seja uma barrinha, ou fruta, ou bolacha salgada ou doce sem recheio.
São hábitos que fui me disciplinando para incorporar aos poucos e que penso trazer mais qualidade de vida. Só preciso comer mais frutas, se alguém tiver alguma dica, aceito. Na sexta publicarei a última parte dessa Blogagem.





Blogagem dupla: Personagens de filme e assexuados

Hummm, cheirinho bom de chuva caindo em terra sedenta...Adoro. Esse cheiro me lembra aconchego, (meu) amor, carinho. Mas vamos ao que interessa. Foi difícil escolher, mas aqui estão dez personagens de filme que eu adorei por algum motivo...












terça-feira, 18 de setembro de 2012

Lentilha com calabresa

Essa é mais uma participação na Blogagem Coletiva Cozinha de mulher, e a letra do país dessa semana é K. Com poucas opções (óbvio!) escolhi o Kwait. É um emirado que faz parte da Arábia Saudita (será que vale?). Não há um prato típico específico, mas segue a culinária árabe. Daí o prato de hoje...
Imagem by Freepik

Ingredientes:


  • 250 gramas de lentilha 
  • 1 folha de louro
  • meio cubo de caldo sabor bacon (opcional)
  • meia linguiça calabresa sem pele cortada em rodelas finas
  • óleo
  • meia cebola picada ou ralada
  • sal e pimenta do reino a gosto
Preparo:


Lave bem a lentilha em água corrente e coloque em uma panela de pressão (ver dicas). Cubra com água que passe uns dois dedos, junto a folha de louro e o caldo, tampe a panela e deixe cozinhar em fogo médio por cerca de 20 minutos após começar a chiar. Desligue e reserve. Em outra panela, coloque um fio de óleo. Acrescente a linguiça calabresa e frite até ficar ligeiramente dourado. Junte a cebola e o alho e refogue mais um pouco. Acrescente a lentilha e deixe ferver. Acerte o sal, coloque pimenta do reino e deixe ferver mais uns 10 minutos. Sirva a seguir com arroz branco e um assado (opcional).


Dicas:

  • Se não gosta de utilizar panela de pressão, deixe a lentilha de molho por uma hora e cozinhe em panela normalmente, dobrando o tempo de cozimento (cerca de 40 minutos). 
  • A linguiça calabresa pode ser substituída por bacon picadinho.
  • Deixe para salgar somente após acrescentar todos os ingredientes, pois alguns já contem sal.

Essa foi minha participação para a Blogagem Coletiva 



Obs: Fiz o prato ontem, mas estava sem câmera para tirar a foto! :(



segunda-feira, 17 de setembro de 2012

Da colheita à plantação

Imagem by Freepik

Passei tempo demais esperando pela colheita. Hoje me dou conta de que talvez eu ainda não tivesse realizado corretamente a plantação. Estou numa fase de semear e cuidar das minhas sementinhas do amanhã. Sinto no bom tempo favorável o cheiro de uma futura colheita farta e feliz. 

Vida saudável: Alongamento

Estou participando de mais uma iniciativa do blog Larissa todo dia, cujo objetivo é postar, durante a semana, alguma dica que ajude a tornar a vida das pessoas mais saudável.


Bem, todos sabem a importância do exercício físico, mas nem sempre se sentem dispostos a frequentar uma academia. Um bom começo pode ser praticar alongamento, em casa mesmo, aos poucos. É ótimo para relaxar a musculatura e ajudar a corrigir problemas na coluna, ou ainda para ser praticado antes e depois de uma caminhada.
Ganhei esse folheto de um médico quando tive problemas de postura ocasionados pela costura. Embora seja voltado para quem tem fribromialgia, os exercícios de alongamento são bem completos e ótimos para qualquer pessoa que esteja disposta a sair do sedentarismo. (clique nas imagens para ampliar)





Obs: Detalhe das dobras do folheto, sempre bem guardado hahaha.





domingo, 16 de setembro de 2012

Novos corações



Bom, na minha experiência anterior, confeccionei dois corações. O verde dispensei em um poste numa rua perto de casa, que foi resgatado rapidamente. O vermelho dispensei no dia seguinte, sobre uma manilha cheia de cimento, situada em uma rua sempre movimentada. Quando retornei, quatro horas depois, ainda estava lá! Acho que as pessoas ficaram desconfiadas de que se tratasse de alguma mandinga ou corrente, sei lá...O importante é que no dia seguinte foi resgatado, finalmente! :D 
Minha ousadia não chegou ainda ao ponto de fotografar o local onde os corações são deixados, sempre tem alguém passando...Pretendo fazer isso em breve. Quem quiser saber mais sobre o projeto, acessew, no topo da página, o menu "Doando amor".

A simpática empatia

Obs: Feliz, acabei de saber que a Yasmine recebeu meus presentes de aniversário do meu blog, quem quiser conferir os mimos, clique aqui.

Imagem by Freepik

É interessante a maneira como as coisas levam-me a escrever um post. Embora pense muito no assunto, minhas divagações de hoje culminaram em escritos a partir de outro post.

sábado, 15 de setembro de 2012

Sobrepaleta de porco ao forno

Essa receita é fácil e deliciosa. Boa sugestão para o almoço de amanhã!

Imagem by Freepik

Ingredientes:

  • Um quilo de bife de sobrepaleta
  • Sal e pimenta do reino a gosto
  • meia cebola em fatias finas
  • meia xícara de chá de vinho branco
  • cebolinha ou salsinha picada à gosto (opcional)
  • alguns raminhos de tomilho (opcional)
  • um fio de azeite de oliva

Preparo:

Em uma tigela, coloque os bifes de sobrepaleta. Tempere com sal e pimenta a gosto, polvilhe com a cebola e despeje o vinho branco. Deixe tomar gosto por uma hora, na geladeira. Em seguida, ligue o forno. Em um refratário, coloque um pedaço de papel alumínio que cubra o fundo e sobre o suficiente para cobrir a carne. Disponha os bifes lado a lado, arrume em cima a cebola, despeje o caldo que sobrou e polvilhe com salsinha ou cebolinha e tomilho. Regue com um fio de azeite. Cubra a carne com o papel alumínio (ver dicas), fechando como se estivesse fazendo um pacote. Leve para assar por 1 hora e meia em forno médio. Abra e retire o alumínio superior, e leve ao forno por mais 30 a 40 minutos, até secar e ficar dourado. Fica ótimo com arroz e/ou batatas gratinadas.


Dicas:

  • É importante respeitar o tempo do cozimento. se cozinhar de menos fica cru, o que não é recomendável para carne de porco, e se cozinhar demais fica seco.
  • Eu costumo comprar uma caixa da Frimesa, os bifes já vem separados e higienizados.
  • Essa receita pode ser feita com a peça inteira. Nesse caso, aumento o tempo de cozimento. A regra é essa: 1 hora de cozimento, mais 30 minutos para cada quilo de carne. Ou seja, para dois quilos, seria 1 hora + 30 minutos + 30 minutos = 2 horas. Isso coberto com papel alumínio com o lado brilhante sempre em contato com o alimento. Após esse tempo, abra e veja com um garfo se está macio. Se estiver, deixe por mais 30 a 40 minutos no forno para dourar e sirva.



sexta-feira, 14 de setembro de 2012

quinta-feira, 13 de setembro de 2012

Jerked Chiken

Esse prato com nome estranho é da Jamaica, e faz parte da Blogagem Coletiva promovida pelo blog Cozinha de Mulher, cujo objetivo é criar uma receita com a letra da semana. Essa semana a letra é J. Li algumas receitas e adaptei uma para não ficar muito forte, eu gostei do resultado, fica um pouco adocicado mas bem macio.

Imagem by Bia

Ingredientes:


  • 2 colheres de sopa de molho shoyo
  • 2 colheres de sopa de vinagre
  • 1 colher de sopa de óleo
  • 1 colher de chá rasa de sal
  • Pimenta do reino e pimenta da Jamaica a gosto
  • meia cebola em pedaços
  • meia xícara de cebolinha verde
  • canela, gengibre e noz moscada (opcional)
  • 500 gramas de filé de frango sem osso em fatias finas

Preparo:

Bata todos os temperos no liquidificador, reservando o frango. Fica um creme ralo. Despeje o molho sobre o frango e deixe tomar gosto no mínimo 3 horas, se quiser deixar de um dia para o outro fica ainda mais saboroso. Depois desse período é só assar o frango. Eu moro em apartamento, então o fiz naquela churrasqueira de fogão (gengiskan) que se coloca água na base e leva ao fogo. Deixei 15 minutos de cada lado e estava pronto.


Dicas:

  • Fica mais gostoso quando se deixa bem douradinho, o tempero fica uma delícia. No final do cozimento meu gás acabou hahaha e alguns pedaços não ficaram tão dourados, portanto menos saborosos.
  • Eu não coloquei os condimentos sugeridos, mas deve ficar bem exótico, experimente!
Essa foi a minha participação da Blogagem da semana, a partir da semana que vem postarei no dia certo, ou seja, terça!


quarta-feira, 12 de setembro de 2012

Gostaria de fazer mas não tenho coragem...

Achei muito curioso o tema proposto pela Patrícia. Ainda ontem, em uma pizzaria comemorando o aniversário de uma grande amiga (só mulheres), o grupo se espantou quando uma delas disse que mandou um vídeo para o Big Brother, e que o noivo a abandonaria se ela fosse escolhida. Ela afirmou que iria assim mesmo, porque era um sonho e se ele gostasse mesmo dela, a apoiaria. Eu concordei e as pessoas ficaram ainda mais espantadas. Esclarecendo: eu não deixaria um grande amor pelo Big Brother, só entendi e apoiei o ponto de vista dela, já que se tratava do seu maior sonho.

Imagem by Freepik

Cupcake de chocolate com Buttercream

Essa á minha participação na Blogagem Coletiva promovida pelos blogs da Larissa, Cassandra, Camila e Lidi, e o tema de hoje é, hummmmm, chocolates! Fiz essa receita para o aniversário da minha filha (ver aqui) e fez o maior sucesso! A receita do bolo eu já dei, mas vou repetir. A novidade está por conta das coberturas e do modo de preparo.

Imagem by Bia

Ingredientes:
  • 1 xícara de óleo
  • 1 xícara de chocolate em pó ou achocolatado
  • 1 xícara de água fervente
  • 2 xícaras de açúcar
  • 3 xícaras de farinha de trigo
  • 4 ovos (claras em neve)
  • 1 colher de fermento em pó

Preparo:


Antes de tudo ligue o forno em temperatura média, de 180 a 200º. Em uma tigela coloque o óleo, o chocolate em pó, a água, o açúcar, a farinha e as gemas. Bata bem (à mão ou com a batedeira) por uns cinco minutos. Depois, misture de leve as claras e o fermento. Não use a batedeira aqui para não perder a leveza. Coloque em forminhas de papel média apoiadas em uma fôrma de empada ou em forminhas próprias para cupcake apoiadas na fôrma apropriada (ver dicas). Não precisa untar. Encha somente até um dedo da borda, pois a massa cresce. Leve para assar uns 20 minutos, por ser pequena quantidade assa mais rápido que em fôrma grande. Retire das forminhas de papel e deixe esfriar.

Cobertura (Buttercream)

  • 1 xícara de manteiga sem sal em temperatura ambiente
  • 2 xícaras de açúcar de confeiteiro peneirada (ver dicas)
  • 2 colheres de sopa de leite em temperatura ambiente
  • 200 gramas de chocolate meio amargo derretido e frio
  • Confeitos

Bata muito bem a manteiga ou margarina na batedeira por uns 5 minutos, para ficar leve. Acrescente aos pouco o açúcar de confeiteiro e vá batendo até incorporar. Junte o leite e o chocolate derretido (frio, para não derreter a margarina) e bata mais uns 5 minutos. Coloque em um saco de confeitar e use.


Montagem:


Com um bico pitanga grande, faça um círculo de creme sobre o cupcake frio. Não coloque muito creme, senão pode ficar enjoativo. Decore com bolinhas de chocolate, granulado, confeitos ou deixe somente o creme. Se preferir, pode substituir o creme por doce de leite comprado pronto, é só colocar no saco de confeitar e usar, mas escolha uma marca de doce firme. Ou pode deixar sem cobertura, também fica ótimo.


Dicas:


  • É imprescindível que coloque as forminhas de papel dentro de um suporte de metal. Antes dessa receita, fiz um cupcake de banana usando a forminha própria mas eu não tinha o suporte de metal, conclusão: conforme foi aquecendo, a massa foi pesando e ficou toda deformada hahaha, então esse de chocolate fiz usando forminhas de empada médias colocadas dentro das forminhas de metal, e deu certinho.
  • Deixe esfriar bem antes de cobrir, para não derreter a cobertura.
  • Se não tiver açúcar de confeiteiro, bata a quantidade indicada de açúcar refinado no liquidificador até ficar fininho. Peneire e use. Não é a mesma coisa, mas "quebra o galho".
  • O Buttercream fica bem consistente, ótimo para confeitar. Tão bom que o meu saco de confeitar estourou, hahaha. Nesse caso, lave bem um saquinho de arroz (ou similar), corte uma das pontas com cuidado até encaixar o bico e use. Não estourou e não precisa lavar depois. \o/



domingo, 9 de setembro de 2012

Iniciativa "Pinga amor por aí"

Além de postar fotos, inicio nesse espaço o projeto "pinga amor por aí", cujo objetivo é deixar corações espalhados em pontos estratégicos para serem recolhidos por pessoas escolhidas ao acaso para receberem pitadas de carinho e amor. Aqui estão minhas primeiras unidades:


Quando conseguir dispensá-las, volto para contar. Conheci o projeto através do blog Pinga Amor por aí.

Uma faca de dois gumes

Obs: Escrevi esse texto consciente de que ele pode suscitar opiniões contrárias por se tratar de uma forma de preconceito socialmente aceitável. É um convite à olhar a situação com outros olhos.

Imagem by Filipe Rivelli - Flickr

Essa semana aconteceu uma situação que me fez pensar sobre os dois lados da beleza. Escrevi uma vez sobre o assunto em "A utilidade da futilidade", porém hoje a abordagem será outra.
Na escola onde trabalho há alguns meses entrou uma nova orientadora, muito bonita, que gosta de se arrumar bem inclusive para trabalhar, já foi miss da cidade e é amiga do prefeito. Bem, essas características por si só já geram uma série de buchichos, no estilo "deve ter um caso com o prefeito" ou "recebeu a prova antes do concurso", e por aí vai. Não sei dizer se isso aconteceu, ou não, e isso não me interessa.

Panquecas de carne

Receita muito fácil e saborosa.
Imagem by Bia

Ingredientes:
  • 1 ovo
  • 1 copo de farinha de trigo
  • 1 copo de leite
  • 1 pitada de sal

Adicional:

  • 1 receita de carne moída refogada (está aqui)
  • 1 receita de molho de tomate (está aqui)
  • Queijo ralado a gosto

Preparo:

Bata o leite, a farinha, o ovo e o sal no liquidificador. A massa deve ficar com consistência de um mingau médio, não muito ralo nem muito grosso. Se ficar ralo, acrescente aos poucos trigo, se ficar muito grosso, acrescente aos poucos leite. Transfira para uma tigela e deixe descansar uns 5 minutos. Frite as panquecas (leias as dicas abaixo e assista o vídeo)n e reserve. Ligue o forno. Em um refratário, comece a montagem: coloque as panquecas em uma superfície, coloque uma colher de sopa generosa do recheio, enrole e coloque cuidadosamente no refratário, com as pontas na parte de baixo, para não abrir. Terminando, cubra com o molho de tomate, queijo ralado e leve ao forno médio por 15 minutos. Sirva a seguir.

Dicas:

  • Para fritar, utilize de preferência uma frigideira antiaderente. Se não tiver, não tem problema. Coloque só um pingo de óleo e gire a frigideira para espalhar, aquecendo. Coloque meia concha ou uma colher de sopa grande de massa e gire para ficar fina. Espere até a massa ficar opaca e soltar as bordar. Vire com uma espátula ou escumadeira e dê uma ligeira aquecida, reservando em seguida em um prato com papel toalha. Antes da próxima, limpe a frigideira com um papel toalha dobrado e não precisa untar de novo. Repita todo o processo mais uma vez, só volte a colocar óleo na quarta panqueca, sempre limpando a frigideira entre uma e outra. 
  • Se a massa não soltar, pode ser que esteja muito líquida, então coloque um pouco mais de trigo e volte a tentar. Se estiver muito grossa, a panqueca também ficará grossa, o que prejudica o sabor
  • O vídeo abaixo mostra como fritar, a massa é um pouco diferente da minha.





Carne moída refogada

Receita básica, ótima para servir no almoço ou usar como recheio em panquecas, pastel, risoles, tortas...
Imagem by Bia

Ingredientes:

  • meio quilo (500 g.) de carne moída (patinho, alcatra, coxão mole)
  • meia cebola picada ou ralada
  • 1 alho amassado
  • pimentão verde picado (opcional)
  • óleo
  • Sal e pimenta
  • Cheiro verde picado, azeitonas picadas, milho verde ou ervilha em conserva, ovo cozido picado (opcionais)

Preparo:


Aqueça um fio de óleo em uma panela (eu gosto de usar panela de ferro). Acrescente a carne moída, um pouco de sal e pimenta e refogue bem, soltando com um garfo. Se juntar água, espere secar para refogar. Quando estiver bem sequinha, acrescente a cebola, o alho e o pimentão (se gostar). Refogue mais uns dois minutos e acrescente água fervente até a altura da carne. Tampe e deixe cozinhar até secar a água (uns 15 minutos). Então, espere secar novamente e dê mais uma refogada. Prove o sal. Se gostar, adicione alguns dos opcionais sugeridos acima. Está pronto para servir ou usar como recheio.


quinta-feira, 6 de setembro de 2012

Pão caseiro

Receita simples e que dá certo!
Imagem by Cláudio Drews - Flickr

Ingredientes:


  • 1 pacote de fermento biológico seco ou 1 colher de sopa ou 2 tabletes de fermento fresco
  • 1 copo de água morna
  • 2 ovos
  • meio copo de óleo
  • 1 quilo de farinha de trigo (5 xícaras de chá)
  • 1 colher de chá de sal
  • 1 colher de chá de açúcar
Preparo:

Em uma tigela grande, coloque os ingredientes secos: a farinha de trigo (reserve cerca de uma xícara no pacote), sal, açúcar e o fermento seco. Misture bem. Faça uma cova no meio e junte a água, os ovos e o óleo.  Vá amassando com as mãos aos poucos até ficar liso e desgrudar das mãos. Se ficar mole, acrescente aos poucos o trigo reservado até dar o ponto. Amasse uns cinco minutos, cubra com um pano e deixe dentro do forno desligado ou num armário. Após uma hora, divida a massa em duas partes e modele dois pães, podendo usar para isso fôrma de bolo inglês ou uma assadeira untada e enfarinhada. Cubra novamente e deixe mais uma hora. Leve para assar em forno médio, por cerca de 30 a 40 minutos, até dourar ligeiramente.

Dicas:

  • A temperatura da água está boa quando está quente, mas se colocar o dedo está suportável.
  • Se preferir um pão mais dourado, pincele com uma gema de ovo antes de levar ao forno.
  • Se for usar fermento fresco, acrescente junto com os ovos, esmigalhando. Eu prefiro o seco, menos sensível ao calor e ao tempo.
  • Não coloque todo o trigo na tigela, a massa pode ficar muito seca. É melhor ir acrescentando aos poucos até dar o ponto.

quarta-feira, 5 de setembro de 2012

4 fatos históricos que eu gostaria de ter presenciado

Mesmo não tendo a história como matéria preferida, aqui vão alguns momentos interessantes da nossa história.

Assinatura da Lei Áurea
Imagem daqui

Não sei quem foi a criatura que imaginou que teria direito a escravizar alguém, idependente da sua condição social, cor ou raça. Gostaria de ter participado desse momento da nossa história, mas o simples assinar de um papel não foi suficinte para acabar com situações de racismo e preconceito. 

terça-feira, 4 de setembro de 2012

Risoto ao curry

E lá estou eu, participando de mais uma Blogagem Coletiva (adoro), promovida pelo blog Cozinha de Mulher, cujo objetivo é criar um prato de uma culinária local de um país que comece com a letra da semana. Já está na 9ª etapa, e a letra é I. Como muitos já escolheram Itália, resolvi escolher a Índia, e dar a receita desse risoto fácil e gostoso.

Imagem by Bia


Ingredientes:

  • 1 xícara de chá de arroz, lavado e escorrido
  • meia cebola ralada ou picada
  • 1 fio de óleo
  • 1 dente de alho amassado
  • 1 tablete de caldo de galinha (opcional)
  • 1 colher de chá de curry
  • sal se necessário
  • 1 colher se sopa de margarina
  • salsinha ou cebolinha picada
  • queijo ralado a gosto
Preparo:


Em uma panela, aqueça a cebola, o óleo e o alho até murchar. Junte o arroz e dê uma refogada. Acrescente duas xícaras e meia de água fervente, o caldo, o curry e deixe ferver até quase secar. Junte a margarina, a salsinha, acerte o sal e misture bem. Se gostar, sirva polvilhado com queijo ralado. Fica muito bom com carne ou frango grelhado.

Enquanto não visito o Taj Mahal, vou me entretendo por aqui...


Essa foi a minha participação, gostaram?

domingo, 2 de setembro de 2012

O verdadeiro agrad(o)ecer

Imagem by Freepik

Não sei quando o sentimento de gratidão surgiu em mim. É certo que, quando criança, não ganhávamos tudo de mão beijada, e isso me parece ser uma boa direção para os pais que desejam ensinar seus filhos a darem valor para suas coisas. Também aprendemos cedo a ajudar nas tarefas domésticas, até tomar a responsabilidade da casa para si. Valorizar é o primeiro passo para o reconhecimento.

Strogonoff de carne de soja

Essa é a minha participação na Blogagem Coletiva do Christian, autor do blog Escritos Lisérgicos, e Alê Lemos, do blog Diários de bordo.


Esse strogonoff não deixa a desejar para o original, feito com carne.
Imagem daqui


Ingredientes:

  • 1 xícara de chá carne de soja média ou grossa
  • água fervente
  • Suco de meio limão
  • óleo
  • 1 cebola picada ou ralada
  • 2 colheres de sopa de pimentão verde picado 
  • 2 dentes de alho amassados
  • meia xícara de chá de catchup
  • meia xícara de chá de molho de tomate
  • meio cubo de caldo de galinha (opcional)
  • 1 caixinha de creme de leite
  • salsinha e/ou cebolinha picada
  • sal e pimenta a gosto
  • 1 pacotinho de champignon (opcional)
Preparo:

Num prato fundo, coloque a carne de soja, cubra com água quente e regue com o suco de limão. Deixe hidratar por uns 15 minutos e escorra a carne, reservando o caldo. Em uma panela, refogue a cebola, alho, e pimentão em um fio de óleo. Quando murchar, acrescente a carne de soja e refogue mais uns cinco minutos. Acrescente o catchup, o molho de tomate, o caldo de galinha e um pouco do caldo da carne reservado. Mexa e deixe cozinhar uns 15 minutos, mexendo e verificando se não precisa acrescentar mais água. Acerte o sal, tempere com pimenta, junte o champignon e acrescente meia caixa de creme de leite. Mexa bem, polvilhe com salsinha ou cebolinha e sirva a seguir, com a arroz branco e batatas fritas ou gratinadas.  

Dicas:

  • Deixe o molho bem sequinho antes de acrescentar o creme de leite, senão ficará aguado.
  • O segredo da carne de soja é caprichar nos temperos.



sábado, 1 de setembro de 2012

Carne assada de panela

Não é como mamãe ensinou, mas ela prefere a minha...

Imagem by Freepik

Ingredientes:


  • 1 quilo de alcatra, patinho ou coxão mole em peça inteira
  • 1 cebola em fatias finas
  • 1 pedaço de pimentão verde em fatias finas (opcional)
  • 2 dentes de alho amassados
  • sal e pimenta à gosto
  • óleo

Preparo:

Esfregue sal à gosto na superfície da carne, dos dois lados. Cuidado para não exagerar. Aqueça um fio de óleo numa panela (se for usar a pressão, pode ser direto nela). Coloque a carne com cuidado, de preferência com um garfo de cabo longo, para não se queimar. Deixe dourar de um lado e vire para dourar o outro lado. Se juntar água, espere secar para continuar dourando. Quem gosta bem dourada pode ir acrescentando um pouquinho de água fria durante o processo, entre as frituras. Quando a peça estiver bem dourada, acrescente os temperos e refogue por uns cinco minutos. Acrescente água fervente até cobrir a carne e leve para assar. Leva de 45 minutos à uma hora na pressão e cerca de duas horas a duas horas e meia na panela comum (desse jeito o caldo fica mais encorpado). Não esqueça de verificar a cada 20 ou 30 minutos de não há necessidade de colocar mais água. A carne está macia quando colocar o garfo e este sair com facilidade da peça. Espere reduzir o molho até quase secar e sirva em seguida. Acompanha arroz, macarrão, maionese e batatas coradas.

Dicas:

  • A carne pode estar limpa ou com um pouquinho de gordura, o que deixa a peça mais macia.
  • Deixe a carne dourar bem, caso contrário o molho ficará pálido e sem sabor. 
  • Se gostar, acrescente batatas nos últimos 20 minutos de cozimento, fica uma delícia.