sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

Educação desorganizada e greves: colapso

OBS: Sei que o texto está imenso, mas eu precisava escrever para contextualizar. Está dividido em duas partes, a primeira trata de experiência pessoal, a segunda, pontos de vista sobre as greves, assim o leitor pode escolher qual texto deseja ler. Importante ressaltar que o governo federal atual nunca teve meu apoio nas urnas e que sou a favor de greves bem embasadas e estruturadas.

Sobre a escola: colapso pessoal

pezinhos de um aluninho da tarde


Ano letivo novo. Devido a algumas modificações da Secretaria de Educação passei a trabalhar em uma nova escola no período da tarde.

Escolhi uma por maior facilidade de acesso - embora seja distante - e fui, imaginando que os maiores problemas seriam o pouco recurso e a carência das crianças, o que faz parte. A questão foi além... aparentemente bem conservada, a escola parece um labirinto e não tem sinal. Quando dá o horário, é preciso sair pelos corredores em busca dos pequenos - 1º ano - torcendo para que nenhum fique perdido.

domingo, 22 de fevereiro de 2015

#1 - Descanso

O blog Sementes da Chica traz desafios semanais com o objetivo de poduzir uma frase com sete palavras usando uma palavra-chave. Esse ano resolvi participar e o tema é:






Descanso: poder pisar sem medo no amanhã.


Tema da próxima semana:





Risque e rabisque

A pessoa no primeiro dia do fim de horário de verão acordou tão cedo que assistiu até a missa na tv, kkk. Tenho certeza que amanhã, quando for para trabalhar, acordarei morrendo de sono, kkk. Vamos aos costumes.

clique na imagem para ampliar


Quando vemos um bloquinho ou papel sobre a mesa com uma caneta ou lápis ao lado, é quase inevitável o impulso de rabiscar. Não à toa existe um suporte de papelaria chamado "risque e rabisque" para usar sobre a mesa de trabalho onde frequentemente se veem pequenos desenhos nas bordas ou entre as anotações.

sexta-feira, 20 de fevereiro de 2015

Papai, eu quero me casar

Esse é um dos meus vídeos preferidos que trazem à tona o frescor da minha infância. Para quem nunca assistiu conhecer o valor do humor simplório e para quem já assistiu,  relembrar.

[atenção para o Dedé que a lado ria espontaneamente com as rimas malucas do Didi.]

sábado, 14 de fevereiro de 2015

Valentine's Day, dia de luz

Março está chegando e isso me dá um aperto... Também continuo sem motivos para voltar a gostar de Carnaval e como hoje é o Dia de São Valentim, achei que seria mais interessante mudar um pouco a prosa.


Um das versões conta que o Valentine's Day surgiu com o bispo Valentim, em meados de 1800, quando ele realizava casamentos escondidos do rei Cláudio II, que proibia uniões durante a guerra para não prejudicar o foco dos soldados. Descoberto, Valentim foi condenado à morte. Preso,  apaixonou-se pela filha cega do carcereiro e milagrosamente devolveu-lhe a visão.

domingo, 8 de fevereiro de 2015

Companheirismo e Cia

Esses dias precisei atender um dos voluntários que fazem parte do meu grupo. Preocupado com problemas de saúde, estava com medo de não ter apoio necessário caso a situação fosse grave. Estava iniciando um relacionamento e ainda não tinha vínculo o suficiente para mostrar à ela o quanto precisava do seu companheirismo.



Ele descobriru que não estava com nada grave e suas dores eram reflexos da preocupação, mas a partir da conversa a distância entre companheirismo e companhia me pareceu clara. Companhia é ter alguém por perto com quem se possa dividir o espaço, momentos, conversas, o dia a dia. É estar com alguém. Isso não significa nem de longe companheirismo e é nesse ponto em que aparece a carência do ser humano quando se sente só mesmo estando acompanhado.