domingo, 26 de junho de 2016

12 dicas para combater o frio

Não sei no restante do país, mas aqui no Sul esse ano o frio está mais rigoroso. Não estou reclamando, me sinto melhor em temperaturas amenas, rsrsrs, mas quando o frio chega ao nível "dolorido", haja artifício quentinho, ainda mais que sou magrela, kkkk! Reuni abaixo algumas dicas testadas e aprovadas!


imagem freepik

  • Observe qual parte do seu corpo precisa estar aquecida. Geralmente são as extremidades (pés, mãos e cabeça) e o pescoço, mas eu tinha uma tia que precisava aquecer o derrière (sério!), e outra se sentia aquecida quando cobria os joelhos. No meu caso são os pés, tenho uma coleção de meias felpudas, rsrsrs.

sábado, 25 de junho de 2016

#37/52


#37/52 - Lenço para dança

Outro objeto que já virou queridinho, o lenço com moedas ajudou muito no desenvolvimento da dança que estou aprendendo. Seu barulhinho provocado pelas moedas de alumínio, além de trazer alegria e charme, faz com que seja mais fácil perceber se os movimentos estão ou não no compasso da música. Foi bem motivador quando eu estava quase desistindo, rsrsrs.



domingo, 19 de junho de 2016

O social, a solidão e o indivíduo

Lucius Annaeus Seneca, conhecido como Sêneca, o jovem, foi antagônico filósofo que viveu entre 4 a.C. e 65 d.C, mesma época de Calígula e Nero, pertencente ao Império Romano. Sêneca pregava uma vida simples e modesta, distante de sua vida opulenta e repleta de manobras sociais.


imagem freepik


Escreveu essa frase que ouvi esses dias:
“Uma fonte de inquietude interior é a desarmonia entre o comportamento externo ou social e a autenticidade da pessoa. Importa aparecer o que de fato o indivíduo é. Viver camuflando a própria personalidade, gera constante preocupação. Nem por isso se fica salvo dos críticos ferinos que nada poupam. Sobrevém uma advertência prudencial: temperar a vida retirada com momentos de sociabilidade. Multidão e solidão devem ser compostas de sorte que uma compense os efeitos negativos da outra”.

sexta-feira, 17 de junho de 2016

#36/52


36 - Copo do Chewbacca - Star Wars


Esse copo ganhei da minha filha de presente de aniversário e ilustra bem o meu gosto pela série Star Wars. O tosco e simpático personagem é um dos meus preferidos! :D
Gostei tantoq ue ainda está guardado na caixa, do jeito que sou desastrada, tenho medo de derrubar e quebrar, kkk!



domingo, 12 de junho de 2016

#35/52


35 -Máquina de café e afins


Então, apesar da máquina ser nova - presente de aniversário do amor - é um objeto que ilustra bem meu gosto por bebidas em geral: café, café com leite, chocolate quente, capuccino, chá... é super prática e sai tudo numa temperatura perfeita, quentinho mas sem queimar o bico, rsrsrsr. Ah, essa caneca ganhei da minha mãe no Dia das Mães, adorei também! :)

Quadradinhos de lã - Iniciativas do bem

Quando pequena, aprendi a fazer crochê com minha avó materna. Ela ficava sentada em sua cama ortopédica crochetando por horas e eu que já gostava de arte, logo aprendi.

Penso que apesar da amargura que carregava pela falta de amor e sobrecarga que teve na infância e após o falecimento prematuro do meu avô minha avó era uma mulher alegre, pois seu crochê preferido usava lã fina e bem colorida, que usava para fazer, entre outros, roupas de boneca e toalhas com fileiras bem coloridas.


imagem daqui

Com as sobras. além das toalhas, minha avó fazia quadrados que ia guardando em uma sacola e após uma boa quantidade, emendava - com lã preta para dar destaque - e formava lindas colchas. Até cheguei a fazer alguns, mas como o crochê não é minha arte preferida, acabaram virando um xale, somente, kkkk.

quarta-feira, 8 de junho de 2016

Gentilezas e desconfianças

Obs 1: contém comentários sobre os filmes A Fera, Hitch e Comer, Rezar, Amar.
Obs 2: quero agradecer as felicitações por conta do meu aniversário, sintam-se abraçados um a um!


imagem daqui

Esses dias uma colega falando sobre seu novo affair contou seu primeiro encontro a dois: em agradecimento, o moço tocou uma música sertaneja (que ela gosta) que tinha tudo a ver com o momento, levou um espumante em um baldinho de gelo, uma rosa e bombons finos, entre outros gestos subsequentes. Em seguida, ela comentou: "hummm... deve ter alguma coisa errada. É bom demais pra ser verdade. Ou acho que já estou acostumada com ruindade mesmo, homem que deixa esperando, que faça sofrer".